quem precisa de ordem?

Quem precisa de ordem pra inventar, pintar, dançar, compor, escrever, rimar e narrar?

*Com todo respeito quero mostrar uma pequena fabulazinha.


Me falaram sobre uma floresta distante, onde uma história triste aconteceu no tempo em que os pássaros falavam. Os urubus, bichos altivos mas sem dotes para o canto resolveram mesmo contra a natureza, que haviam de se tornarem grandes cantores.Abriram escolas e importaram professores, aprenderam dó, ré, mi, fá, sol, lá, si, encomendaram diplomas e combinaram provas entre si para escolher quais deles passariam a mandar nos demais. Apartir daí criaram concursos, inventaram títulos pomposos, cada urubuzinho aprendiz sonhava um dia se tornar um ilustre urubu titular afim de ser chamado por vossa excelência.


Passaram-se décadas até que a patética harmonia dos urubus maestros foi abalada com a invasão da floresta por canários tagarelas, que faziam coro com periquitos festivos e serenatas com sabiás. Os velhos urubus encrespados entortaram o bico e convocaram os canários e periquitos para um rigoroso inquérito. Cade os documentos de seus concursos? (indagaram) E os pobres passarinhos se olharam assustados, nunca haviam freqüentado escola de canto pois o canto nascera com eles, seu canto era tão natural que nunca se preocuparam em provar que sabiam cantar, naturalmente cantavam.


Não, não, não assim não pode, cantar sem os documentos devidos é um desrespeito a ordem, bradaram os urubus. E em um nisoro expulsaram da floresta os inofensivos passarinhos que ousavam cantar sem alvarás.


Moral da história: em terra de urubus diplomados não se ouve os cantos dos sabiás.


*Música: "muito obrigado" do Mundo Livre S/A.

poder




De onde ele pegou tantos olhos, com os quais ele vos olha?

Os pés com os quais ele pisa vossas cidades, de onde ele os tem?

Como tem ele algum poder sobre você?

Como ousaria ele te atacar, se não estivesse em combinação com você?





Adaptação: Etienne de la Boétie

psicologia institucional


O que é novo em relação ao controle sobre o ser humano é a sua interiorização, hoje não são necessárias tantas punições para reprimir uma pessoa.
A capacidade das empresas de penetrar nas esferas até então consideradas privadas* avança a cada dia, criando espantosamente a servidão voluntária do h@mem moderno!

* ideais, valores, estilo de vida e estruturas da personalidade

alusão




Debaixo da pele só cabe um
_____
+
clique aqui

chupa essa manga


Olha o sol tingindo a madrugada

Um calor intenso estranho invade aos poucos o meu peito

É uma paixão incontrolável eu não consigo resistir
Comprar, comprar, gastar, torrar
Eu não vivo sem consumir
Sou o gatilho mais rápido do oeste
Com um American Express na mão
Já tenho 3 rifles em casa
E não vejo a hora de sacar mais uma vez a carteira
Aquela belezura prateada e automática
Logo, logo reforçará a minha coleção

Soy loco por carros novos
Um modelo pra cada ocasião
Vibro imaginando a quantidade de ozônio devastado
Cada vez que acelero meu novo 4/4
Se alguns desses abraçadores de lagoas
Estão mesmos dispostos a perder seu sono com isso
Vão em frente!
Quanto a mim estou ocupado demais
Tentando decidir como investir e gastar bem meu dinheiro
Liberdade, Liberdade!
Regulação é o mesmo que censura
Dane-se o planeta!
Dane-se as futuras gerações!

E é por isso Sol
Que eu sou apaixonado
Sou fanático e posso até morre por ti América

Eu tive um sonho
Diante da minha nova TV de 500 canais
Me deparei com um estranho episódio dos Simpsons
A Floresta Amazônica havia se transformado num imenso deserto americano

Conheci a doce e ingênua Solange trabalhando pro lá
Num dos milhares de postos da TEXACO
Ela atendia a todos que paravam com o mesmo sorriso largo
Dizendo “bem vindo ao deserto do real”

Convidei-a para um café e ela terminou me contando
Que tinha acabado de chegar da América
Triste, desolada, confessou que tinha sido deportada.
Pra minha surpresa Solange topou viajar comigo de Ultraleve
A centésima parada foi numa praia deserta próximo a Tihuana no México
Olha o Sol tingindo a madrugada...

Quando ela menos esperava estávamos sobrevoando a noite de balão
O trecho do muro daquele imenso muro que adentra o pacífico
Solange no entanto não se alegro
É difícil viver na clandestinidade ela lembrou
Então eu lhe contei que seus problemas tinham acabado
Pois eu conhecia uma maneira muito simples de conseguir o Green Cardé só a gente se alistar para o glorioso exercito americano
Em pouco tempo nos tornaríamos fuzileiros
E viveríamos juntos, felizes e totalmente realizados
Torturando aqueles vermes mulçumanos na base de Guatánamo em Cuba.

Um calor intenso estranho invade aos poucos o meu peito
Acordei suado e triste por ainda está aqui
Mas de toda forma saiba

AméricaYo soy loco por ti!
AméricaYo soy loco por ti!
AméricaYo soy loco por ti!

Mundo Livre S/A


sexo


Se interessou pelo assunto?
Pois tome muito cuidado, ao longo de muito tempo foram dito várias coisas sobre sexo que acabaram apenas deixando as pessoas mais aprisionadas a um suposto comportamento correto, do que nos ajudado a compreender esse momento tão natural para nós.
Para vivermos em sociedade precisamos de uma disciplina, a psicologia e áreas afins trabalharam por muito tempo para ajudar a controlar as pessoas e por que não adestrá-las. Conseqüentemente estabeleceram normas “alem da conta” em favor de nossa sociedade puramente capitalista.
E se você concorda que o capitalismo destrói a natureza deve concordar também, que nós somos a NATUREZA ! E que nos destruímos também junto com ela ou você ainda pensava que eram só as plantas e o animaizinhos?
Por isso, desde já preste atenção no que anda lendo por ai. O homem se crê tão esperto, um ser superior aos outros animais, porem é o único que não goza de sua liberdade, vive buscando normas para conduzir suas atitudes, construindo muros cada vez mais altos contra seu próprio livre arbítrio.
Fuja de dicas de comportamento, rótulos, conselhos amigáveis. A melhor maneira de conduzir sua atitude é ouvindo você, somos todos diferentes não há um padrão universal para os comportamentos.
Bom e para comportamento sexual se já te deram um rótulo; sádico, masoquista, gay, hétero, homo, bi, etc. Guarde-o na gaveta e vai viver sua vida, ela é mais importante que o nome que outras pessoas inventam pra descrever sua atitude.



Você é normal?



Infelizmente nós temos uma crença bastante enraizada de que tudo o que a maioria das pessoas pensam, sentem, acreditam ou fazem deve ser considerado normal e servir de padrão para o comportamento de todas as outras.


Os estudos que se preocupam com as origens do sofrimento, das doenças, das guerras, das violências questionam seriamente se vale a pena seguir este padrão de pessoa “normal” e acredito que se subentende claramente que não.


Muitas normas sociais, atuais ou passadas, levam ou levaram ao sofrimento (moral ou físico) indivíduos e grupos.


O problema maior é que este conjunto de normas, conceitos, valores, estereótipos, hábitos de pensar ou de agir aprovados por um consenso ou pela maioria de uma determinada população se tornaram inconscientes e levaram muitas pessoas à sofrimentos, doenças ou mortes, pois são executados sem que suas vítimas tenham consciência desta natureza patológica.

Salvo quando esta pessoa possui condição financeira suficiente para fazer uma boa terapia, já que o trabalho na clínica da psicologia envolve o processo de tornar consciente de alguma maneira estes conteúdos inconscientes.


*adaptação do texto Normose de Pierre Weil